Seguidores

Busca do poder

Na história da humanidade, em diferentes partes do mundo, observamos a constância da luta pelo poder, onde a ganância é o impulso da conquista.

O homem aprendeu a lutar quando fugindo do medo, defendeu-se para não ser devorado por alguma outra espécie de fera, nessa contínua luta; guerreiam entre si, matam, exploram e usurpam, e, mantêm no topo da pirâmide os mais fortes, protegendo suas conquistas e vantagens pessoais, despejando neste milênio atitudes bolorentas, interesseiras, mal cheirosas de corrupção, enfermidades, fome, drogas, violência, invasão de espaço, desrespeito, submissão da mulher, desigualdades sociais, prisões, assédio sexual, menores abandonados, abuso de menores, tráfico humano, miséria, preconceitos, manipulação do indefeso, vantagens pessoais, poluição, e a destruição do meio ambiente.


Infelizmente os criminosos inveterados, agem inconscientemente, contrários às leis naturais, comuns e imutáveis do progresso e do bem-estar coletivo. Até os animais que nós preconceituosamente os rotulamos de irracionais, sofrem, porém agem dentro de uma lógica na cadeia alimentar.


“Ontem eu vi um bicho

Catando detritos no lixo,

Esse bicho não era um cão,

Não era um gato,

Não era um rato,

Esse bicho,
Era um homem!”
Manuel Carneiro de Souza Bandeira 1886 -1968

“Vejo a necessidade de mudar muitas coisas no mundo, sobretudo o controle de nós mesmos e de nossa consciência... Somos descendentes de seres que têm lutado entre si. ... As soluções passam necessariamente por uma maior consciência”

Joestein Gaarder 1953 -

Assim, no decorrer da história sucederam-se os grandes pensadores, que, com suas ideias, contribuíram para oxigenar o pensamento dos homens, promovendo a evolução dos usos e costumes da espécie, porém, continuamos a observar os “efeitos” dessa luta pelo poder, chaga que sobrevive.

Contemporizamos, argumentamos e, no final acabamos dando de ombros com os falsos moralismos fazendo parte do contexto social. Mas podemos concluir que não adianta exigir direitos, temos que buscar as “causas", “nossas origens” e, começar, urgentemente, a implantar uma “consciência da ética” dentro de cada um, sobre deveres e responsabilidades, afinando o pensamento com as atitudes, gestos e palavras corretas.

Busca do Poder

Vale a pena visitar

Arquivo do blog

Dúvidas? Fale conosco!

Seguidores