Seguidores

A mentira - Por Maria Mena

Na escola que é o mundo Terra, a mentira é rainha!

Quando os espíritos encarnam é para evoluir e por isso escolhem os pais, país, irmãos, tudo é ponderado. Os adultos terão de se educar, até por que os pais são o espelho dos filhos. A família conta com os pais para partilhar aprendizagem, que vai desde a perda de vícios até melhorar o caráter, adquirir valores.

Se você tem o vício da mentira, ponha um ponto final nele, até porque está a arranjar débitos no presente e no futuro. Então, você se perguntará:

qual o resultado deste vício?

Os vícios são pagos com sofrimento, e se você sofre arrasta a sua família para essa situação, já que ela vive com você. Na família, sempre uns contam com os outros, por isso não a desiluda.
Os vícios não têm graus de classificação. Por este motivo, não pense que existe diferença entre a grande e a pequena mentira.

O ser humano que não é capaz de combater sozinho seu vício mas tiver vontade de combatê-lo, poderá recorrer a sessões de psicoterapia. Nelas irá identificar o verdadeiro problema por trás dessa necessidade e, assim, encontrar os meios para mudar de atitude.

Os mentirosos compulsivos não têm crédito algum, são sempre apanhados nas suas próprias teias. Ninguém confia num mentiroso. Será muito difícil a ascensão na empresa onde presta serviços.

Os Espíritos de Luz não se aproximam de quem tem vícios. Quem os assiste são espíritos afins, mais especificamente do astral inferior. Recomendo a leitura do livro Contos Morais, de Maria Cottas. Na crônica Não Quero Mentir, verão o auto-retrato de um mentiroso.

A Mentira
Por Maria Mena
Fonte: Jornal A Razão

Poderá gostar de conhecer:

Vale a pena visitar

Arquivo do blog

Dúvidas? Fale conosco!

Seguidores