Seguidores

Leis Naturais e Imutáveis – Vibrações da Inteligência Universal - Por Carlos Alberto Yates e Wilson Candeias

O que é a vida senão a ação permanente da força sobre a matéria. A composição do universo está repleta de força e matéria, a força é ativa, transformadora e inteligente, enquanto a matéria é passiva e plasmável, uma compõe a outra decompõe. Sua ação é mecânica; composição e decomposição, agregação e desagregação.

Segundo Darcy de Mendonça Uchôa, em seus Ensaios de Filosofia de Vida (1989:26) "a matéria inerte não pode perceber por si mesma, ela é acionada por energia de vida e por algo que lhe dá sentido e significação. O conceito de significação transcende os de matéria e energia, parecendo já estar aí a categoria da inteligência, do intelectual, do espirito enfim".

A força se mantém por leis comuns, naturais e imutáveis; comuns, a todos sem exceção; naturais, é a lógica no processo da evolução; imutáveis, por serem absolutas, a exatidão, a certeza e a perfeição.

Ainda, segundo Darcy de Mendonça Uchôa, em seus Ensaios de Filosofia de Vida (1989:66) "há assim vida em todos os reinos: do mineral ao homem, do inorgânico ao orgânico, do vírus, do micróbio, da ameba ao homem, há vibração, movimento, vida desde as partículas subatômicas, do infinitamente pequeno ao macrocosmo, isto é, planetas, sóis, galáxias, universos conhecidos e por conhecer".

As leis naturais e imutáveis excedem a tudo que conhecemos e também são descritas por alguns autores como forças cósmicas, ou fluídos cósmicos. Então, pode-se dizer que é a ação do potencial de cada elemento da química, somada as energias naturais, ou seja, a força somada ao calor, à luz, ao som, à eletricidade, ao magnetismo, a umidade e aos ventos, gera transformação da matéria.

Também, pode-se afirmar que as leis naturais e imutáveis, forças cósmicas, ou fluídos cósmicos, estão presentes em todo o universo, são partes da "força criadora", é o reino mineral que passa para o reino vegetal e atinge o reino animal, projetando-se no hominal, com a premissa da evolução para alcançar o reino espiritual, libertando-se definitivamente das leis da matéria.

E segundo a médica Glaci Ribeiro da Silva em seu artigo O Uso Terapêutico do Fluído Cósmico, (2007) "O fluido cósmico é também chamado de vital; ele acompanha o átomo, a molécula, a célula porque é o elemento essencial que penetra e envolve tudo. É essa a Matéria que Luiz de Mattos – o grande Mestre espiritualista fundador do Racionalismo Cristão –, afirma serem, juntamente com a Força, os dois únicos constituintes do Universo; é sobre ela que essa Força Criadora age, moldando-a e fazendo de acordo com as leis do Universo o que lhe apraz, tanto neste planeta como fora dele."

Como a força caminha por ondas vibratórias em frequência definida para cada plano, e, no plano físico é pela vontade, ou pelo atrito, que se vai apurando conhecimentos, gerando a evolução, quer seja, e nas tentativas do fazer, do aprender, ou pelo sofrimento, principalmente quando o homem estuda por soluções para minimizar os sofrimentos, individual ou coletivo, passo a passo, assim o homem vai conquistando conhecimentos, gerando a evolução da humanidade.

Podemos citar como exemplo, nas famílias, onde pais e filhos com acervo de conhecimentos e comportamentos diferentes convivem o cotidiano, onde as dificuldades ocorrem a cada instante, laboratórios perfeitos para o exercício das virtudes, cultivo dos bons exemplos como a amizade, a satisfação no servir, a paciência, a tolerância, a gentileza, a transparência, a lealdade, a sinceridade, a moral, o respeito, o caráter e o bom humor, valores que lubrificam e expandem ainda mais os atributos do espírito e fortalecem a família, com mais espaços para evoluir no aprender. A alegria, a satisfação da bonança e a superação dos sofrimentos, gerando o amor espiritual.

a) ELEMENTO FLUÍDICO - Fenômeno natural e imutável

É o elemento fluídico que nos liga ao nosso ponto de partida, ou seja, é o elemento fluídico que conecta o espírito encarnado ao seu mundo de evolução do qual faz parte, porém é somente através do pensamento que o espírito se utiliza do elemento fluídico para atingir seu mundo próprio, que podemos também chamá-lo de mundo de estágio, ou mundo de luz porque lá está gravada a verdade sobre si.

"Sabemos que pensamentos são vibrações do espírito e que vibrações ocorrendo num meio produzem ondas que se propagam nesse meio. Ao vibrar, uma campainha emite ondas (sons) que se propagam no ar (o meio). Em outras palavras, a campainha irradia sons. Da mesma forma, o espírito ao vibrar emite ondas que se propagam (irradiam) num meio constituído de matéria fluídica. Irradiações são, assim, as ondas emitidas pelas vibrações do espírito." Valdir Aguilera

Porém, é a Luz Astral que representa a força inteligente que enche o espaço infinito, e não pode ser confundida com a luz emitida pelos corpos solares existentes no Universo.

"Existe um tipo de trabalho que todo ser humano exerce, mas que é invisível até mesmo a ele próprio: é aquele feito silenciosamente por seu espírito no âmago do organismo." Glaci Ribeiro da Silva, 2007

Podemos lembrar que a percepção dessa força inteligente que nos rodeia é real para todos os seres encarnados. Por exemplo, há criaturas humanas que ao menor sofrimento, ou contrariedade, instintivamente, erguem braços e mãos, como que, clamando ou agradecendo por ajuda de um suposto elemento de salvação para suas aflições, então, pode-se dizer que há um envolvimento elementar, algo a nos cercar, mas esta atitude ainda é totalmente insuficiente para a percepção e benefício completo do elemento fluídico, devido ao desconhecimento sobre a dualidade "Força e Matéria", pois dependendo dos pensamentos, os elementos fluídicos estão contaminados com elementos grosseiros e pesados da crosta terrestre.

"Estas partículas, que estão sendo liberadas permanentemente no Universo, também estão presentes no núcleo de cada partícula atômica. Entretanto, essas partículas, somente irão interagir com outras partículas da mesma faixa de frequência, que compõem as atmosferas dos mundos espirituais do astral superior de graus mais inferiores." Moyses Martins Ribeiro, Reflexões 2008.

Felizmente existe a prática da limpeza psíquica e ao elevar-se os pensamentos através das irradiações, acontece a corrente fluídica, onde os Espíritos do Astral Superior transmitem as pessoas presentes o elemento fluídico desses mundos mais elevados. São vibrações em forma de intuições de benquerer que geram saúde, bem-estar e renovam os desgastes diários. Portanto, é assim que Espíritos do Astral Superior beneficiam a todos com o esclarecimento espiritual tão necessário a qualquer um, para que descubram suas imperfeições, apurando seus valores, trocando as incertezas pela segurança, a indolência e o medo pela vontade de lutar e vencer ao desconhecido.

"Os trabalhos de limpeza psíquica são muito importantes para este mundo, inclusive para que possamos intuir as pessoas de bem, para chegarem ao esclarecimento tão necessário neste mundo, onde campeiam a decadência moral, os erros, unicamente por falta de esclarecimento espiritual." Antônio Pinheiro Guedes, 1992.

b) PRESENTE ETERNO

As leis naturais e imutáveis ou forças cósmicas do universo também estão no espaço vazio, ou vácuo gravitacional, onde não se conta tempo, entre galáxias diferentes, aparentemente independentes, mas interligados entre si, tão desconhecidos para nós simples humanos, que, caminhamos pela contemporização dos centros de pesquisas internacionais.

Também entendemos que a formatação do universo é extremamente complexa, longe de ser desvendado na sua totalidade, abarrotado de sistemas solares em eterna expansão, com sistemas solares com vários sóis interagindo no sistema gravitacional de seus satélites e planetas.

Vale lembrar aqui que, numa das citações populares do filósofo Jesus de Nazaré, onde ele apregoava "a casa de meu pai tem várias moradas", pode-se entender ou tratar-se de uma afirmação da evolução dos mundos e a expansão do universo.

Segundo a física Julia Tieko Fujimoto em seu artigo Gravitação Universal, (2006), "A teoria da gravitação de Einstein foi capaz de prever o desvio de luz de algumas estrelas, ao passar próximo ao Sol. Segundo a teoria de Einstein, esse desvio não é causado pela força de atração, mas como o espaço em volta do Sol está deformado, o raio de luz apenas acompanha a curvatura existente. A confirmação experimental de que o Universo é curvo só foi possível em 1987. De acordo com Hallyday (1994), fazendo uma retrospectiva sobre gravitação, os estudos de Galileu, a teoria de Newton e a de Einstein que prevê duas possibilidades para o futuro, a expansão infinita do Universo até certo limite e depois, a contração do mesmo até voltar ao estado inicial, à história da gravitação está longe de chegar ao fim."

Assim, o universo em contínua e infinita expansão; galáxias girando em espiral gerado pela força centrífuga; de gases ao sólido recheado de vida, seja mineral, vegetal, animal e de elementos fluídicos, ou apenas pode-se afirmar que o universo é composto de força e matéria em eterna expansão, manifestando-se por ciclos na formação de novos mundos, que em nosso calendário podem estar acontecendo em bilhões de anos.

Segundo o Engenheiro José Gonzalo Villaverde Couto em seu artigo Introdução ao estudo da Composição do Universo segundo a essência das revelações espirituais comparado com o status da ciência contemporânea, (2010) "Dentro então das leis naturais que regem o Universo, a ciência contemporânea discute, hoje, vários mecanismos e admite que no âmago do Universo ocorra constantemente uma transformação contínua de matéria em energia.
Esta transformação ocorre tanto no centro de buracos negros, a chamada radiação de Hawking, como nas explosões de supernovas ou através de outros mecanismos, dando como resultado, desta transformação, a fonte ou a origem das partículas que compõem a "radiação cósmica", energia esta que é espargida, constantemente em todas as galáxias, inclusive na nossa."
Também é de conhecimento de todos que o tamanho do universo é incomensurável, existem mundos de diferentes tamanhos e de diferentes estágios, em diferentes galáxias, são milhares em formação. Comparando o tamanho do nosso planeta com outros, o nosso pode ser comparado à cabeça de um alfinete, ou perante outros, o nosso pode ser visto como um gigante. 

Assim, se pode afirmar que, dentro da lógica comum, natural e imutável, no universo, todos os mundos habitados, espiritual ou materialmente, estão em evolução.

Se observarmos nosso planeta, a Terra é um pequeno universo, podemos encontrar nela, locais com temperaturas elevadas e outros de baixas temperaturas. Há vulcões, planícies, locais secos e outros úmidos, locais favoráveis à formação da vida e outros onde a vida do homem é praticamente impossível, ainda, há locais onde a vida está degradada, mas, pelas leis naturais e imutáveis, a vida regenera-se.

Tomemos por exemplo, quando estamos no polo norte, estamos em pé, da mesma forma quando estamos no polo sul, também estamos em pé. Então, existe uma ordem natural e lógica no universo, que pela lei da gravidade, tudo nos parece plano, mas a nossa inteligência é muito pequena para imaginar a imensidão da galáxia a qual pertence nosso planeta, assim uma partícula de pó de areia perdida dentro de nossa galáxia, pode pertencer a outra galáxia e, assim por diante, portanto temos muito por conhecer.

A medida usada para calcular distâncias é a velocidade da luz, ou seja, para calcular um ano-luz, toma-se por base a velocidade de trezentos mil quilômetros por segundo, por exemplo; 1m = 60s / 60x300k. Então podemos afirmar que, em um minuto a luz viaja aproximadamente 18.000.000 de quilômetros.
Nossa galáxia tem um diâmetro aproximado de cem mil anos-luz. Para nossa matéria física, essas distâncias são tão astronômicas que, por si própria, é impossível certificar distâncias no vácuo gravitacional, é o mesmo que afirmar; "no vácuo gravitacional o tempo está parado", ou seja, "o que há é o presente eterno", assim podemos comprovar que, "pelo aspecto físico a matéria a olho nu nos parece inerte, mas do ínfimo ao infinito do macrocosmo, a matéria ganha vida na lógica dos movimentos".

c) POLARIZAÇÃO, ATRAÇÃO, COESÃO E JUNÇÃO

c1) Polarização
Entende-se como polarização, a vibração de ondas de luz ou outra radiação vibratória refletiva linear, circular, e/ou elípticas que estão a chegar a todo instante, portanto ficam espargidas em qualquer ambiente.

c2) Atração
Pode-se dividir a atração em:
Magnética, força que atrai ou inclina-se;

Molecular, corpos que se atraem e se sustentam unidos;

Química, que existe entre os corpos de natureza diversa, e tendem a combinar-se formando compostos;
Física é força de adesão entre um sólido e um líquido;

Elétrica, energia natural, ligada aos elétrons, que se manifesta por atrações e repulsões, que resultam em polos elétricos, portanto, fenômenos que se manifestam nos corpos, quando friccionados, comprimidos, batidos ou aquecidos, nas composições e decomposições químicas na atmosfera.

"Quem pensa bem atrai o bem e quem pensa mal só pode atrair o mal. Também se poderia dizer simplesmente: PENSAR É ATRAIR.", Antão José Lopes da Luz

c3) Coesão
Força em que as moléculas dos corpos se ligam mutuamente.

c4) JUNÇÃO

Quanto às substâncias inorgânicas, na formação do núcleo central da célula, ocorre pelo processo de osmose, formando-se outros corpos, que, de espécie em espécie, com a carga natural de eletricidade estática, originam a "vibratilidade", que é a causa das sucessões das formas na matriz etérea, que as transmite à "força", que é impulsionada para frente. Imaginemos como exemplo o peixe que navega pela "vibratilidade", a forma mais elementar do correspondente a um "anseio". Hoje, podemos dizer que, equivale ao instinto que nos joga cegamente para frente sem ouvir a razão.

A polarização atrai os elementos afins das forças cósmicas – luz, calor, sons, eletricidade estática, ventos e umidade, que tem o poder de aumentar a memória retentiva, fornecendo a necessária transformação para a evolução que gera as "necessidades", de onde as espécies vão gerando novas formas adaptadas às melhores condições evolutivas.


"Necessidade é o termo empregado para se referir ao todo da realidade, existente em si e por si, que age sem nós e nos insere na sua rede de causas e efeitos, condições e consequências." Marilena Chauí em Filosofia - 2001:358.

Os "anseios" do plano físico pode-se dizer que estão na "alimentação", que proporcionam a troca de células. Os "anseios" no plano espiritual, "plano criador" ou "força criadora" pode-se dizer que estão na troca de "elementos fluídicos" e criam a energia correspondente, ou seja, renovam a necessidade de conquistar novos valores.
Os "reflexos" das forças cósmicas – luz, calor, sons, eletricidade, ventos e umidade – nos fragmentos de matéria que volteiam habitualmente no ar, como partículas de poeira, cientificamente chamados de "corpúsculos", juntando-se a "fungos" migrados dos mares, formaram duas formas de vidas; a "fixa" e a "vibrátil".
A "fixa" fincou os pés no chão, recolhendo nutrientes e minerais do solo, desenvolveu-se, é conhecida como reino vegetal que, através
do processo conhecido como fotossíntese, formando-se carboidratos a partir de bióxido de carbono e água, nas células clorofiladas das plantas verdes, sob a influência da luz, com o desprendimento fotoquímico de oxigênio, purificou o ar e criou condições de vida para a vida "vibrátil", ou reino animal com uma grandiosa variedade de espécies que são laboratório onde a força se depura e emerge a luz do raciocínio tornando-se a parcela inteligente que caracteriza o hominal.

d) REFRAÇÃO DAS FORÇAS CÓSMICAS – Acidentes da natureza por condução ou indução – Coincidências da natureza por via da intuição.

Refrações são os "desvios" que sofrem os raios de luz, som e do calor ao passar de um meio ao outro, ou que sofre um corpo em movimento ao passar um meio resistente. Só no vácuo não ocorrem desvios na refração da luz.

Esses "fenômenos", que se notam em alguns cristais, quando em certas posições, deixam-nos ver duas imagens do mesmo objeto por se dividir um raio luminoso em dois raios refratos.
Juntando-se a lógica da "física" na refração da luz, ao atravessar o prisma decompondo-se em cores, esses "reflexos" produzem efeitos na luz, que refletidos, aliados ao calor e ao som como reação natural; a eletricidade existente na atmosfera e, a umidade como elemento de solidificação fornece a liga entre as matérias; os ventos com maior ou menor energia dão impacto, criam a expansão da matéria orgânica, provocada pela excitação interna ou externa, portanto, todo esse conjunto de elementos, que não são uniformes, dá contornos diferentes às formas de vida, como parcelas da inteligência universal.

e) Parcela Inteligente – VIBRAÇÕES DA INTELIGÊNCIA UNIVERSAL

Pode-se dizer que tudo no Universo se inicia como parcela, se organiza e se mantém com base nesta, pois a essência da vida não está ao acaso, isolada, tudo se inicia interligado. Pode-se destacar também que as relações dessas parcelas inteligentes, nos mais ínfimos patamares, evoluem, crescem e caminham pela vibração e se alimentam dessa mesma essência, que aqui vamos chama-la de verdade e a perseguem para encontrá-la em níveis mais amplos e profundos.

Assim, no Universo tudo se configura pela vibração, desde essa mais ínfima e incipiente parcela até a máxima Inteligência do Universo, onde só há uma verdade, a essência da verdade absoluta e perfeita.

"No Universo nada está estático, isto é, tudo está vibrando, há uma cadeia infinita de vibrações em sintonia. E, é uma sintonia harmônica que estabelece toda a sinergia do Universo." Valdir Aguilera

Ora, esta ínfima parcela inteligente está imersa em um oceano vibrátil, verdadeiro, harmônico e em contínua expansão, portanto faz parte dele, então, também vibra, mas sempre junto ao sabor dessa verdade, nominada Inteligência Universal. Assim, essa parcela da inteligência não conhece outra forma de movimento, além da vibração, pois não existem outras leis no universo, elas são verdades únicas e imutáveis.

Portanto, entende-se que essa parcela inteligente é semelhante a todas as demais parcelas aí mergulhadas, pois iniciam da mesma essência, assim se identificam, e se alimentam somente dessas leis, que são essenciais, generosas e verdadeiras, mas, sabe-se que qualquer parcela inteligente, por mais evoluída que seja ainda é incipiente perante as leis verdadeiras, essenciais e absolutas existentes na grandiosidade no oceano vibrátil do Universo.

Qualquer parcela inteligente vibra em consonância com o meio onde se iniciou, e automaticamente, absorve características desse meio, e a nada vindo dele oferece resistência, porém, quando a parcela inteligente por algum motivo vibra fora das leis naturais, universais e imutáveis, o meio vibrátil universal transforma-se numa barreira poderosa, e a parcela inteligente estaciona a sua evolução.

"A partícula inicia sua evolução no átomo." RACIONALISMO CRISTÃO, 45ª edição.

Num sistema organizado, como no átomo, onde as parcelas da Inteligência Universal primeiramente fazem a sua incursão, milhares de parcelas vibráteis estão sujeitas a ajustarem suas vibrações, adequando-se às novas necessidades funcionais para agir em conjunto com as semelhantes constituindo a unidade atômica. Pode-se citar, como analogia, o homem que migra da zona rural para cidade, e que, passando a viver então dentro de nova realidade, forçosamente ajustará seu comportamento.

No campo vivia livre, numa densidade demográfica baixa, e agora na cidade vive juntamente com uma grande população, semelhante a ele, mas, por força de sobrevivência executando novos tipos de tarefas e auxiliando a cidade.

Então, entende-se que todas as partículas no átomo são como operários a trabalhar em vibratilidade como numa grande cidade, entre acertos, desacertos, agravos e desagravos, e se alimentam do mesmo composto universal.

Vale lembrar, que, nesse caminhar, a parcela da inteligência universal, somente é perfeita na essência dos momentos iniciais. Mas cada uma vai cumprindo uma missão, tendo um caminho próprio, construindo assim arranjos cada vez mais complexos, diferenciados e individuais, e vai perdendo contato com a vibração perfeita na qual se inseria no início, livre e completamente imersa no universo infinito, tal qual o homem do campo que nasceu ali, e dedicava sua vida àquilo que fazia e desfrutava de grande grau de liberdade individual.

Mas, quando a parcela inteligente adentra no ambiente organizado do átomo que é delimitado, e limitante à mesma, ela deixa de atuar dentro de sua vibração harmônica inicial, pois, aglutina-se a outras, também já fora de suas características iniciais.

Essa parcela inteligente, agora imersa numa nova e diferente comunidade, deslocada de sua essência inicial, sente-se aprisionada num novo caminho onde não há possibilidade de retorno, mas não perde sua essência inicial, apenas deixa de vibrar livre e harmonicamente com o infinito cósmico de vibração e passa então a vibrar necessariamente de acordo com as novas funções que lhe são atribuídas dentro do corpo do átomo.

Nesse processo vai se "especializando" e tornando-se capaz de executar novas e mais importantes tarefas. Sua liberdade vai diminuindo à medida que obedece a novas leis de ação e reação, mas seu cabedal de informações e seu poder crescem até o momento em que possa finalmente comandar o átomo como um todo, tal e qual um indivíduo que vivendo em uma cidade se torna seu prefeito.

Podemos lembrar que a história das civilizações está recheada de povos que trataram de buscar por sua liberdade, por exemplo: a fuga dos hebreus do Egito, ou nos dias atuais, povos que fogem de países do Oriente Médio e, estão buscando refúgio na Europa, e que apesar de todo sofrimento, faz evoluir a quem se evade das rústicas condições de vida.

Mas, também é evidente que ninguém se sente confortável fora da harmonia do seu habitat natural, assim a chegada de quem busca alento afetará a harmonia reinante, e os atritos serão inevitáveis. O poder reinante nas cidades se fará por valer para que o progresso seja mantido como o melhor caminho.

"No plano físico, a força evolui atuando em sistemas cada vez mais complexos. Quanto mais complexo o sistema sob domínio da força, mais variadas são as vibrações que ela pode produzir." Valdir Aguilera.

Entretanto, todos têm a mesma essência inicial e por se alimentarem das mesmas leis naturais e imutáveis, tornam-se semelhantes na sua formação individual, que os faz crescer, uns mais outros menos, o que os diferencia nessa incessante busca entre erros e acertos.

"O espírito muito terá que se aperfeiçoar para, num futuro distante, a sua luz poder se confundir com a luz imensa da FORÇA CRIADORA." Antão José Lopes da Luz.

A partir do instante em que, a parcela inteligente se esclarecer e fortificar espiritualmente, e como espírito fora da matéria conseguir superar a matéria densa adentrando na 18ª. categoria espiritual, reconquista a harmonia perdida ao longo do seu caminho. Na sua longa jornada foi alimentando-se das leis naturais e imutáveis, foi desenvolvendo-se intelectiva e emocionalmente, aproximando-se mais racional e idealisticamente da essência da verdade absoluta, harmônica e perfeita da Inteligência Universal.
"A partícula da Inteligência Universal (Força), a dado momento se individualiza dessa Força Criadora e vem a um planeta físico para processar seu progresso e um dia regressar à sua fonte de origem. Portanto, sempre fomos e continuaremos a ser parte integrante dessa FORÇA TOTAL." Antão José Lopes da Luz.

É o mesmo que dizer que todos são semelhantes, e que dentro das mesmas leis naturais e imutáveis, todos convergem para o mesmo GRANDE FOCO VIDA DO UNIVERSO.

Bibliografia:
Aguilera, Valdir. As Vibrações da Força, Gazeta do Racionalismo Cristão, 2007
Aguilera, Valdir. Planos Astrais, Gazeta do Racionalismo Cristão, 2007
Aurélio, Dicionário da Língua Portuguesa
Candeias, Wilson. Corrente Fluídica – Um marco na humanidade, Vida Eterno Crescimento
Chauí, Marilena. Filosofia, 2001
Couto, José Gonzalo Villaverde. Introdução ao estudo da Composição do Universo, Gazeta do Racionalismo Cristão
Fujimoto, Julia Tieko. Gravitação Universal, 2006
Guedes, Antônio Pinheiro. Ciência Espírita. Rio de Janeiro, Editora Centro Redentor, 8ª ed. 1992
Jesus, Felino Alves de. A ação dos espíritos. Trajetória evolutiva. Rio de Janeiro, Editora Centro Redentor, 7ª ed. 1991
Luz, Antão José Lopes da. Discurso 106º Aniversário de Fundação do Racionalismo Cristão. Um Farol na Margem Sul do Tejo
Mattos, Luiz José de. RACIONALISMO CRISTÃO. Rio de Janeiro, Editora Centro Redentor; 45ª ed.
Michaelis, Moderno Dicionário da Língua Portuguesa
Polac, Luiza A.C. Verso e Reverso: A Ordem no Universo - 2006
Ribeiro, Moyses Martins. O Espírito e a Natureza do Universo, 1ª ed. 2006
Ribeiro, Moyses Martins. O Espírito e a Natureza do Universo, Ensaio 2008
Silva, Glaci Ribeiro da. Uso terapêutico do fluido cósmico, Gazeta do Racionalismo Cristão, 2007
Uchôa, Darcy de Mendonça, Ensaios de Filosofia de Vida, 1989
Yates, Carlos Alberto Aires. Uma visão espiritualista do tempo e espaço, Gazeta do Racionalismo Cristão, 2006

LEIS NATURAIS E IMUTÁVEIS – Vibrações da Inteligência Universal
Por Carlos Alberto Yates e Wilson Candeias

Vale a pena visitar

Arquivo do blog

Dúvidas? Fale conosco!

Seguidores