O espírito é luz, é inteligência, é vida, é poder criador e realizador. Nele não há matéria em
nenhum dos seus estados. É, portanto, imaterial. Ele é indivisível, eterno, e evolui para o
aperfeiçoamento cada vez maior. Partícula individualizada, assim se conserva em
toda a trajetória que faz no processo da sua evolução.
— Luiz de Mattos – Fundador do Racionalismo Cristão

Google+ Followers

Deveres do espírito após a encarnação

O espírito, quando encarnado, passa por fases distintas, em cada uma das quais poderá colher valiosos ensinamentos.

Essas fases são: a infância, a mocidade, a madureza e a velhice. Em todas elas tem deveres a cumprir, trabalhos a realizar, obrigações a satisfazer.

A dinâmica da vida exige ação permanente.

Mas ação dignificante, proveitosa e construtiva, em benefício próprio e do semelhante.

As quatro fases mencionadas só possuem sentido no plano físico.

Elas se relacionam, unicamente, com o desenvolvimento e duração da máquina humana, servindo para estabelecer a diversidade de experiências e ensinamentos no curso de uma encarnação.


Deveres do Espírito após a Encarnação

Por Luiz de Mattos

Fonte:
Poderá gostar de conhecer: