Seguidores

Clarividência - Por Luiz de Mattos

Há espíritos que têm como que uma névoa a lhes escurecer a razão, enevoando o seu raciocínio ficam impedidos de ver claro e de se conduzirem na vida com equilíbrio e bom senso.
Essa névoa, que empana o raciocínio, só desaparecerá quando esses espíritos se convencerem de que algo mais existe na vida do que a matéria que veem e apalpam. Só desaparecerá quando o materialismo diminuir e as criaturas passarem a ser mais espiritualizadas.

O mundo vem sofrendo pelas consequências de uma ignorância proposital, de um materialismo grosseiro que se apoderou daqueles que têm governado os povos egoistamente. É o egoísmo que torna as criaturas gananciosas, insaciáveis e insensíveis à dor e à desgraça; é o egoísmo que tem feito a infelicidade de muitos.
Não se compreende que numa época de progresso, de intensa atividade, como vai ser esta, não haja maior compreensão e que existam espíritos tão empedernidos, com o raciocínio tão embotado, tão obscurecido, incapazes de algo fazer de proveitoso.

O Racionalismo Cristão se esteia em Princípios certos e inalteráveis; suas explanações são baseadas na Verdade e fazem compreender às criaturas que é preciso que se esclareçam para poderem viver desafogadamente, que se esclareçam para aceitarem as coisas tais quais elas são, porque, sem isso, nada conseguirão neste mundo.

Não nos batemos, como as religiões conhecidas, pela crença e pela devoção. Batemo-nos pela Liberdade, mas liberdade, na verdadeira acepção da palavra, só existirá e só poderão dela gozar aqueles que tiverem a verdadeira noção do dever para com o próximo.

Basta de humilhação. Repugna o rastejamento dos seres. Eles devem caminhar firmes e resolutos, sem se curvarem, e, no entanto, rastejam e curvam-se docilmente aos outros e às eventualidades da vida, amoldam-se a tudo, acomodam-se a tudo, não possuem personalidade, nem caráter.

Personalidade que marca a índole da criatura; caráter que demonstra a envergadura moral dos seres. E por que esse estado dos seres? – Porque todos querem dar expansão à vaidade, alimentar o materialismo, viver como criaturas puramente místicas.

Espera-se por uma era de mais espiritualidade e ela chegará, porque os espíritos cansarão, cansarão de tanto e tanto lutar por ideologias que nunca conseguirão realizar e, cansando, procurarão despertar, raciocinar, e aqueles que possuam inteligência mais desenvolvida, raciocínio mais lúcido, sequiosos da Verdade, sequiosos de Luz e de progresso, já libertos do materialismo, passarão a trabalhar pela libertação dos outros, encaminhando-os na vida de modo a se espiritualizarem.

Espera o Racionalismo Cristão que as criaturas despertem, não mais pela dor, como dizíamos antes, porque verificamos que nem a dor, nem o sofrimento têm conseguido despertar os espíritos, pois, apesar de todos os sofrimentos e dores, eles continuam egoístas e materialistas.

Esperamos que os espíritos despertem através das encarnações e desencarnações, porque com o tempo tudo evolui, e a evolução se fará.

Lutaremos sempre pela liberdade dos seres, mas nunca pela liberdade que muitos procuram, puramente material. Nós pugnamos pela liberdade espiritual.

No dia em que for conseguido dar essa liberdade aos seres, teremos cumprido o nosso dever e teremos satisfeita a nossa suprema vontade de vermos esclarecida a humanidade, para ser feliz e capaz, portanto, de lutar, de sofrer e de vencer.

Clarividência
Por Luiz de Mattos

Fonte:
Livro Clássicos do Racionalismo Cristão
Biblioteca digital do Racionalismo Cristão

Poderá gostar de conhecer:
► Modalidades mediúnicas - Luiz de Mattos
 Atributos do espírito - Luiz de Mattos

Vale a pena visitar

Arquivo do blog

Dúvidas? Fale conosco!

Seguidores