Seguidores

A perda de um ente querido...

Sempre orientamos as criaturas sobre a forma de se conduzirem, seja qual for a situação que tenham de enfrentar.

Os imprevistos existem, os espíritos não vêm para este mundo encarnar em corpo físico para viverem eternamente.

A vida eterna do espírito é no espaço, no seu mundo de luz. Há criaturas que não aceitam, não se conformam, em hipótese alguma, com a perda de um ente querido.


Apesar de compreendermos a dor que sente quem passa por esse sofrimento, tem a criatura que se esforçar ao máximo para ultrapassar o traumatismo emocional.

Tudo passa na vida, essa é a frase verdadeira e conhecida de todos os racionalistas cristãos. E se tudo passa, a vida material das pessoas também passa.

As células que compunham aquele corpo físico se desgastam, e o espírito tem por obrigação o dever de abandonar a carcaça e galgar ao seu mundo.

O que resta para aqueles que aqui ficam é a conformação, a alegria íntima do dever cumprido com aquele ser amado que se foi.

Por ROBERTO DIAS LOPES
Fonte: Livro para quando os reveses chegarem
Biblioteca Digital do Racionalismo Cristão

Vale a pena visitar

Arquivo do blog

Dúvidas? Fale conosco!

Seguidores