Seguidores

Dr. Martin Luther King Jr. - Prêmio Nobel da Paz em 1964 - Agora atuo na Plêiade do Astral Superior

Dr. Martin Luther King Jr., nasceu em 15 de janeiro 1929 viveu até 04 de abril de 1968, registrado inicialmente como Michael Luther King Jr., mas posteriormente trocou seu nome para Martin. Seu avô foi pastor da Igreja Batista Ebenezer, em Atlanta, servindo de 1914-1931, seu pai também foi pastor por longo tempo e Dr. Martin Luther King Jr., iniciou sua carreira como co-pastor em 1960.

Dr. Martin Luther King Jr., estudou em escolas públicas segregadas na Geórgia, e se graduou no colégio com a idade de 15, bacharelou-se em em 1948 na Morehouse College, na mesma instituição onde graduaram-se seu pai e avô.
Depois estudou mais três anos de estudos teológicos no Seminário Teológico Crozer, na Pensilvânia, onde foi eleito presidente de uma classe predominantemente branca, nesse ano de 1951 saiu premiado do Seminário Crozer com uma Bolsa de Estudos, matriculando-se imediatamente para o curso de pós graduação da Universidade de Boston. Concluiu o período da residência em 1953 e o Doutorado em 1955.

Casou-se com Coretta Scott, com quem teve dois filhos e duas filhas.

Em 1954, Dr. Martin Luther King Jr., tornou-se pastor na Dexter Avenue Baptist Church, em Montgomery, Alabama. Marcando assim o início de sua carreira como defensor da igualdade dos direitos civis, nessa altura, também se firmou como membro do comitê executivo da Associação Nacional para o Desenvolvimento das Pessoas Negras. 

No início de dezembro de 1955, assumiu a liderança da primeira grande demonstração não violenta da contemporaneidade nos Estados Unidos.

Graças a sua liderança e apoio ao boicote aos ônibus que tinham vigente a segregação racial, depois de 382 dias, em 21 de dezembro de 1956, a Corte Suprema dos Estados Unidos declarou inconstitucionais as leis de segregação racial nos ônibus.

Durante os dias de boicote, Dr. Martin Luther King Jr., foi preso, sua casa foi bombardeada, foi submetido ao abuso das autoridades, mas, emergiu como um líder de primeira grandeza.

Em 1957 foi eleito presidente da Southern Christian Leadership Conference, uma organização formada para fomentar novas lideranças para o florescente movimento em defesa dos direitos civis. Os ideais desta organização foram inspirados no cristianismo e no modo pacífico de Gandhi.

No período entre os anos de 1957 e 1968, portanto durante 11 anos, Dr. Martin Luther King Jr., viajou mais de seis milhões de milhas e falou em público mais de 2500 vezes, apareceu onde havia injustiça, protesto e ação, mesmo assim escreveu cinco livros, bem como numerosos artigos.

Esta Doutrina dá a quem nela trabalha a maior das lutas, a mais enobrecedora e a mais elevada. Os que se dedicam ao Racionalismo Cristão estão preparando o terreno para o esclarecimento, e prepará-lo é muito difícil, é muito árduo e muito sofrido. Porém mais tarde a humanidade colherá os frutos que hoje estão sendo plantados.
Nestes anos, liderou um protesto maciço em Birmingham, Alabama, que chamou a atenção do mundo inteiro, o que ele denominou coalizão de consciência, onde se inspirou para escrever a "Carta da Prisão de Birmingham", um manifesto da revolução negra; onde incentivou a inscrição de negros como eleitores no Alabama.

Liderou a marcha pacífica à Washington, DC, de 250 mil pessoas a quem ele pronunciou seu mais famoso discurso "eu tenho um sonho".
Esteve com o presidente John F. Kennedy e fez campanha para o presidente Lyndon B. Johnson.

Foi preso mais de vinte vezes e agredido pelo menos quatro vezes. Foi premiado com cinco títulos de grande honor; em 1963 foi nomeado como Homem do Ano pela revista Time, assim tornou-se não só o líder simbólico dos negros americanos, mas também uma figura admirada no mundo inteiro.

Aos de 35 anos de idade, Dr. Martin Luther King Jr., foi o homem mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz. Ao ser notificado da sua seleção, anunciou que iria entregar o prêmio em dinheiro de US$ 54.123 para o desenvolvimento do movimento em pró dos direitos civis.

Foi assassinado na noite de 4 de abril de 1968, enquanto estava na varanda de seu quarto de um motel em Memphis, Tennessee, onde ele estava participando de um movimento de protesto em solidariedade com os trabalhadores de lixo nessa cidade.

Fonte:
Nobel Prize

Texto da jovem Quinn Angelou-Lysaker, 13 anos, que obteve o 1º lugar, em 2013, no Concurso de dissertação sobre Dr. Martin Luther King Jr., no Estado de Washington.

Comecei a aprender sobre o Dr. Martin Luther King Jr na terceira série. Fiquei imediatamente fascinada com a sua vontade de colocar a si mesmo e sua família em perigo, ser julgado por milhões de pessoas, e até mesmo ser preso em busca da igualdade e da justiça.


Fiquei particularmente impressionada com a sua campanha de Birmingham, cujo objetivo era “criar uma situação tão crítica que, inevitavelmente, abriria a porta para negociação”.

Seus voluntários enfrentaram ferozes cães policiais, rebeliões, espancamentos, mangueiras de água e até mesmo prisão. Dr. Martin também foi preso e, foi nessa Prisão de Birmingham, que ele escreveu sua carta icônica para os clérigos.

Desde St. Augustine a Selma, Albany, Memphis, Montgomery e Birmingham, o Dr. King trabalhou incansavelmente em direção à sua visão de liberdade e igualdade.

Também fiquei admirada com sua firme não-violência. Aliado com Bayard Rustin, o grupo Quaker e o Comitê de serviço de amigos americanos, ele acreditava que a justiça seria vencedora através de protesto pacífico… E mesmo depois que sua casa foi bombardeada ele tinha a opção de buscar vingança, mas preferiu não se vingar.

Ele descreve a não-violência, como "a arma mais potente disponível para os povos oprimidos em sua luta por justiça e dignidade humana." Sua perseverança e sacrifício não conhecia limites.

Ao mesmo tempo que eu estava aprendendo sobre ele, comecei a aprender, também, sobre o assédio moral e os diferentes papeis (funções) que as pessoas podem atuar (ou jogar). Uma pode ser um valente, vítima, espectador ou ativista, racista, discriminador, passivamente observador ou tomar medidas.

Isso é como o legado do Dr. King se aplica ao nosso mundo atual. Somos sempre confrontados com uma escolha. Podemos alinhar ao lado de outras crianças na parede e cantar com elas, ou primeiro para a outra criança.

Podemos silenciosamente balançar a cabeça em uma atitude de imprudência ou aprender a língua de sinais. Podemos descartar o preconceito como um fato da vida, ou organizar protestos e ajudar a promulgar leis dos direitos civis. Cabe a todos ajudar a trazer justiça para as pessoas desfavorecidas de qualquer tipo, sempre e quando podemos, indefinitivamente...
Fonte:
Excerto- 14th Annual Dr. Martin Luther King Jr. - Essay Contest
Estudante: Quinn Angelou-Lysaker - 1º lugar
Escola: Lake Washington Girls Middle School
Grau: 8th Idade: 13 anos

O Pastor Dr. Martin Luther King Jr., como espírito liberto da matéria, atuando pela Plêiade do Astral Superior, em reunião especial na Casa-chefe do Racionalismo Cristão, RJ, proporcionou aos presentes, a doutrinação abaixo, registrada no Livro Para Quando os Reveses Chegarem

Uma boa luta faz bem ao espírito e o gratifica. A maior das lutas faz o espírito crescer, elevando-o a patamares nunca antes cogitados.

A maior luta que um ser humano pode ter é a de ser responsável pelo esclarecimento da humanidade; maior luta não pode haver. O esclarecimento encaminhará os espíritos para outra era.

Esta Doutrina dá a quem nela trabalha a maior das lutas, a mais enobrecedora e a mais elevada. Os que se dedicam ao Racionalismo Cristão estão preparando o terreno para o esclarecimento, e prepará-lo é muito difícil, é muito árduo e muito sofrido. Porém mais tarde a humanidade colherá os frutos que hoje estão sendo plantados.

Nos momentos difíceis muitos acharão que é uma luta inglória, que é uma luta sem retorno, mas não é. Estejam, meus amigos, sempre atentos e fazendo jus a esta grande Causa da qual fazem parte.

A humanidade está precisando mudar para elevar-se, para entrar numa nova era de mais felicidade, de mais elevação.

Poderá haver neste mundo luta mais elevada do que esta? Não há, estejam certos. Fiquem com estas palavras incentivadoras e continuem preparando o terreno, que a colheita será saborosa.

Vale a pena visitar

Arquivo do blog

Dúvidas? Fale conosco!

Seguidores