Seguidores

Forças Ocultas - Por Luiz de Souza

O espírito possui um potencial de forças em estado latente, visto ser partícula da Força Inteligente, do Poder Criador.

O ser encarnado é constituído de Força e Matéria, mas em seu estado essencial, desencarnado, é, apenas, Força.

As forças não manifestadas pelo espírito encarnado estão ocultas, e a elas se fazem muitas referências em tratados sobre o assunto.


Muitas podem, realmente, ser desenvolvidas, em exercícios próprios, com obstinação; constitui, porém, um grande perigo procurar alguém desenvolvê‑las, sem estar, para isso, preparado.

Os seres encarnados são imperfeitos, possuidores de falhas, e, pela ordem natural, se o emprego dessas forças não lhes foi facultado, é porque algo deverá ser respeitado no seu emprego.

Ninguém deve fazer uso de forças chamadas ocultas em proveito próprio, e os que procuram desenvolvê‑las, o fazem, geralmente, para se servirem delas, em seu benefício.

Elas serão, em futuro distante, convenientemente desenvolvidas, para que seu uso seja feito em favor da coletividade e para dar mais força ao despertamento espiritual do indivíduo.

Assim como não se deixa uma criança pegar em arma de fogo, carregada, pelo risco, por ela desconhecido, que corre, também os discípulos deste mundo‑escola não devem querer penetrar num terreno que para os ignorantes da vida espiritual é inteiramente desconhecido e, pois, perigoso.

Para levantar, do materialismo em que se encontram, as massas, não se empregam forças ocultas, mas doutrinações apropriadas e esclarecimento espiritual, único meio de reformar as criaturas.

Quando a humanidade se dispuser a abrir os olhos do espírito, a cultivar o sentimento da fraternidade e souber repelir e dominar os maus pensamentos, contribuindo para a segurança e estabilidade do mundo, em obediência às leis espirituais, então a vida terrena se transformará e todos alcançarão os seus ideais, favorecidos pelas correntes externas da harmonia, da paz, da conciliação, do entendimento e da afetividade.

Cumpre a cada um fazer a sua parte, esmeradamente, e outra coisa não deseja o Racionalismo Cristão, senão que todos se congreguem em torno desse propósito de moralizar a vida em todos os seus aspectos, e de fazer com que cada qual se eleve perante sua própria consciência.

Forças Ocultas
Por Luiz de Souza
Fonte: Livro Ao Encontro de uma Nova Era
Biblioteca Digital do Racionalismo Cristão

Poderá gostar de conhecer:

Vale a pena visitar

Arquivo do blog

Dúvidas? Fale conosco!

Seguidores