Seguidores

Família como fonte de energia

Nos tempos atuais, a televisão vem dominando os melhores espaços no seio das famílias, do centro da sala de estar, invadiu o quarto de dormir e até na garagem nós a encontramos. Nesse meio as crianças e jovens ficam sem escolha.

Como alimentar suas preferências, como música, dança, roupa, linguagem, se são bombardeados exaustivamente por um único estilo dessas criações?

A educação do gosto e da preferência é tarefa da família e da escola; se não assumirem isso, os mais novos só apreciarão o que a mídia ou a indústria da moda determina. Portanto, a televisão como emissor de todo tipo de informação, não está poupando a ninguém, desde a mais simples família às mais abastadas, todos estão centrados nela, ficando assim abaixo de seus mandos e desmandos a mais inocente criança, ao papai, a mamãe, a vovó e ao vovô.

Como nunca sabemos qual é a formação de quem está por detrás da produção de certas imagens transmitidas, a televisão está levando muitas famílias a dar crédito ao que menos importância tem, invertendo os valores do núcleo familiar.

Não faz muito tempo quando visitávamos uma família extremamente humilde, nos deparávamos com seres distribuindo riquezas pela simplicidade de um sorriso.

Hoje, sentimos que inocentes famílias, estão ficando a deriva, pela precariedade das informações que recebem, ou por falta de uma bússola norteadora, deixam-se levar pelo sentimento do que recebem e vão perdendo sua energia espiritual, pois lhes falta a coragem para educar, base dos elementos na formação do caráter e da personalidade.

Também nota-se que há ainda famílias que dificilmente usam com frequência a sala de estar e de jantar para os encontros entre os integrantes do núcleo, onde se pode delinear a conduta disciplinar através de um diálogo franco e sincero.

Como a sociedade atual dá valor ao erotismo, mesmo que isso se situe na contramão do bom senso, muitos núcleos familiares acabam dominados pela má vibração tornando-se impotentes. Onde pais deixando de dar exemplos, ficam entregues a própria sorte, deixam de perceber a realidade dos fatos que cercam os filhos e o seio da família, deixando de separar as coisas, os filhos acabam entregando-se a permissividade e as debilidades da vida material, evidenciando certa fraqueza espiritual.

Transmitir os valores familiares é a tarefa mais importante dos pais, amando os filhos e monitorando-os sem sentimentalismos, educando-os em alerta sobre os erros e valorizando as atitudes que dignificam o caráter. Além disso, ensinar a ser diferente é ensinar o convívio respeitoso com as diferenças.

A energia espiritual é algo que não se encontra em imagens televisivas ou em qualquer esquina, só se a percebe em ambientes elevados, e também podemos encontrá-la dentro de nós, pois ela é acumulada pelo esclarecimento espiritual.

A encontramos em abundância dentro de uma casa racionalista cristã. Essa energia é brindada pelos Espíritos de Luz que trabalham incansavelmente no Astral Superior, beneficiando a todos assistentes e diretamente a militantes.

Os estudiosos da doutrina racionalista cristã têm todas as ferramentas para o progresso espiritual, consequentemente poderão educar a família com valor, observando entre o certo e o errado, administrando o jogo da vida com equilíbrio sobre ela.

Uma vida sã e isenta de erros, só é vista quando percebemos a tempo nossos próprios erros para poder corrigi-los e dar os exemplos a quem precisamos educar. Mas principalmente proteger a família contra as agressões das más informações que distorcem a realidade dos fatos. Um ser estudioso da Doutrina envolve a todos com sua energia positiva, sua família próspera espiritualmente e torna-se um exemplo para os demais do seu círculo de amizades.

O Racionalismo Cristão dirige-se a homens e mulheres, fortalecendo seus conhecimentos como Força e Matéria, mas ressaltamos que a mulher tem um desempenho maior de sua ação construtiva no seio da família. Porém todos, papai, mamãe, filhos, vovós e vovôs, que fortalecidos pelo esclarecimento espiritual tornam-se mais unidos, emissores da verdadeira honradez, do trabalho e da vida, pioneiros da nova humanidade, livres de crenças e ideias equivocadas, componentes de uma sociedade mais justa e em permanente evolução.

Como a unidade celular de uma sociedade tem como base a família, quanto mais bem construídas estiverem essas unidades, melhores serão as sociedades, distinguindo-se pelo cultivo e aprimoramento dos seus constituintes.

O comportamento das sociedades reflete a forma e o fundo de como se processou a educação, os valores doados e a dedicação demonstrada em elevar os seres.

Todos somos responsáveis ativos para que qualquer sociedade se edifique de forma construtiva e elevada, para isso basta que cada um de nós contribua com a sua parcela, permitindo deixar o mundo sempre melhor.

Assim a educação deve primar em absoluto e duma forma simples com os atributos da verdade e justiça.

Sem dúvida que os meios de comunicação, bem como a televisão serão altamente importantes e responsáveis, oferecendo-nos boas escolhas, contudo não deverá ser a primazia no seio familiar, pois se esvazia a relação familiar na atenção exagerada que se dá a este meio de comunicar, assim como outros que invadem e penetram em nossas casas.

A família é como uma fonte de energia renovada, resistirá sempre, desde que saiba reconhecer, a seu tempo, o devido valor!

Família como fonte de energia
Por Ana Paula Oliveira, Dirceu de Mattos e Wilson Candeias

Fonte:

Poderá gostar de conhecer:
 Convite

Vale a pena visitar

Arquivo do blog

Dúvidas? Fale conosco!

Seguidores